foto: Alexandro Auler, Estadão Conteúdo
Protestos nas ruas do Brasil
Carta Pastoral da Presidência sobre a onda de Manifestos Populares ocorridos nos últimos dias no Brasil

O efeito da justiça será paz, e o fruto da justiça,
repouso e segurança para sempre (Isaías 32.17).
Disse Jesus aos que haviam crido nele: Se vós permanecerdes
na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos;
e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará (João 8.31-32).

 

Irmãos e irmãs em Cristo!

Ética, justiça, verdade, respeito, transparência e diálogo são valores inerentes à democracia. São igualmente valores que pautam a vida e missão confiada por Deus à IECLB – Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil e a todo o povo de Deus.

O último censo nos mostrou que o Brasil é um país em que enorme percentual da população se diz cristã. Bem por isso grande parte das nossas autoridades – em todos os níveis – declara-se cristã, seguidora do Deus que se manifestou através dos profetas e, em Jesus, revelou-se de forma definitiva nosso próximo. Portanto, por vivermos num Estado democrático e por sermos um país em que os valores do Reino de Deus, como a causa da justiça, são parâmetros, deveria ser bastante óbvio que a observância da verdade e a busca obstinada da justiça com vistas ao fortalecimento de relações de paz fossem parte do nosso cotidiano, em todos os níveis. Infelizmente os fatos não confirmam o que parece ser. E é isso que está como pano de fundo do cenário com o qual estamos convivendo nas últimas semanas.

É verdade que em nosso país houve melhorias na condição de vida de milhões de pessoas. A lista desses avanços é representativa, o que é motivo de comemoração. Mas também é verdade indiscutível que há pleitos da população que simplesmente não encontram eco junto a quem tem o poder e o dever de tomar a decisão política correta, o que é deplorável. Por exemplo:

- Há quanto tempo está evidenciado que o cuidado das pessoas doentes é insuficiente e desumano?

- Há quanto tempo, e com que insistência, vem sendo demonstrado que é preciso haver mais cuidado com a educação?

- Diariamente somos bombardeados com notícias que revelam a corrupção no mundo da política e a má gestão das obras públicas. Polícia Federal e Ministério Público não conseguem dar conta dos casos denunciados.

- É crescente o número de entidades e indivíduos manifestando sua inconformidade com conchavos políticos e com a articulação de “bancadas” que estão descoladas da realidade da população.

- Como aceitar que políticos com reputação há muito não ilibada e já condenados pela justiça ainda exercem o poder?

- Há quanto tempo.... e aqui podemos inserir o que está ecoando pelas ruas do Brasil.

Enquanto parecia que a inconformidade era de poucas pessoas; enquanto parecia que os avanços que alcançamos no Brasil eram suficientes, reinava, de fato, uma inconformidade silenciosa ampla. O grito da inconformidade estava represado. Aliás, com que facilidade se dizia que “nossos jovens estão alienados”. Ledo engano! Eis que o silêncio ganhou voz. E a voz da inconformidade ganhou as ruas. E as ruas ganharam multidões.

E agora?

Não nos arrogamos o direito de querer definir o que ocorre e ainda vai ocorrer nas ruas do Brasil. Mas entendemos que as vozes da inconformidade devem ser ouvidas com atenção redobrada e respeito. Mais que isso, consequências precisam ser destiladas a partir da escuta atenciosa e mudanças devem acontecer. A agenda está dada pelas pessoas que foram às ruas.

E para nós, membros da IECLB, este movimento das ruas inspira a uma participação e testemunho evangélico? Afinal, historicamente somos também conhecidos como protestantes. Viver comunidade é estar envolvido na luta por justiça que produz paz. É sinal da vida que brota da cruz de Cristo, que leva ao encontro de outras pessoas, fortalece na esperança e revela que as coisas não precisam ser como são!

Eu vivo comunidade!

Eu vivo cidadania!

Por isto mesmo, também nós, membros da IECLB, parte das multidões que clamam por mudanças, podemos contribuir significativamente na construção de um Brasil mais justo, com relações de paz. Como?

- Repudiemos todo e qualquer ato de violência e vandalismo, também no caso das manifestações populares deste momento. Mas não permitamos que esses atos, destacados repetitivamente na mídia, desviem o foco do que é inadiável: que mudanças precisam acontecer em nosso país.

- Apostemos mais no diálogo; busquemos mais diálogo; exijamos mais diálogo. Não percamos a oportunidade de novamente discutir temas políticos em nossas casas. Isto mesmo! Comecemos pela família. Com os pais, com os filhos! Dialoguemos mais na comunidade. Há essas oportunidades? Quantas vezes nossos jovens nas comunidades gostariam de se manifestar, participar e oferecer uma alternativa ao que está ocorrendo nos espaços comunitários!? Temos dado ouvido suficiente a esses pleitos?

- Dialoguemos mais com nossos representantes políticos em espaços de decisão. Fiquemos atentos ao que fazem depois de eleitos. Cobremos das autoridades, em todos os níveis, mais diálogo com a população! Vamos apoiá-las nos seus acertos, mas não deixemos que façam de conta que nos ouviram.

- Coloquemos como luzeiros no horizonte do nosso caminho diário a verdade e a justiça. Que a verdade e a justiça sejam a utopia que nos faz caminhar.

Um dos princípios da Constituição da IECLB reza que, “em obediência ao mandamento do Senhor, a IECLB tem por fim e missão propagar o Evangelho de Jesus Cristo; estimular a vivência evangélica pessoal, familiar e comunitária; promover a paz, a justiça e o amor na sociedade; participar do testemunho do Evangelho no País e no mundo” (Art. 3º.).

Esse testemunho é a grande oportunidade que Deus concede a cada membro à medida que assume sua responsabilidade cidadã. Ser, participar e testemunhar com base na justiça e na verdade, sempre, em todos os momentos e lugares, em resposta e fidelidade ao amor de Deus por nós. Essa é uma parte importante da nossa contribuição para um país onde a justiça e a paz florescerão mais e mais à medida que a verdade prevalecer.

Dr. Nestor Paulo Friedrich
Pastor Presidente
IECLB-Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil

Dr. Nestor Paulo Friedrich
Portal Luteranos
sexta-feira, 28 de junho de 2013
IECLB
SESB - Sínodo Espírito Santo a Belém
IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil
Rua Engenheiro Fábio Ruschi, 161 - Bento Ferreira - Vitória - ES
CEP 29050-670 - Tel/fax: (27) 3325-3618 - E-mail: secretaria@sesb.org.br
2012-2013. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por: Wagner Jann