"Aquietai-vos e sabei: Eu sou Deus"
Salmo 46.10

Será que sabemos o que significa aquietar e contemplar? Paramos alguns minutos durante o dia para nos ouvir internamente? Como estamos vivendo o tempo que Deus nos presenteia? São perguntas sobre as quais devemos nos questionar.

Vivemos em sociedade, logo, não estamos livres do corre-corre. Encontramo-nos em constante movimento, somos nós quem dá vida à sociedade. Deslocamo-nos de casa ao trabalho, do trabalho para casa… Com isso, temos pouco tempo para nos ouvir, quem dirá ouvir nosso próximo, que pode neste caso ser o amigo/a, esposo/a, namorada/o, mãe, pai… pois bem, e onde fica Deus nessa história toda? Tiramos alguns minutos do famoso “Tempus Fugit” que o teólogo Rubem Alves nos escreve em seu livro?

Deus sempre está presente entre nós, e não nos deixa desamparados. É Ele que nos dá o dom da vida, nos presenteia a cada dia com um lindo nascer do sol, independente da raça, etnia, profissão, “porque Ele faz o sol nascer sobre bons e maus, e a chuva cairsobre justos e injustos” (Mateus 5. 45b).

Simplesmente não temos tempo para apreciar esse presente de Deus. Tiramos fotos de paisagens, lugares e objetos, como por exemplo, do pôr do sol, nascer do sol, das flores nos jardins, para que possamos contemplar a imagem mais tarde, pois de momento não temos o tempo suficiente. Mas o depois pode não acontecer em breve, ou talvez nem acontecer e não conseguiremos tirar tempo para apreciar o presente que Deus nos dá. Vivemos correndo e deixamos essa maravilhosa criação de Deus em segundo plano.

E assim, também não é diferente com o nosso próprio EU. Quando foi a última vez que você parou para ver o que se passava no interior do seu EU? Ouviu os seus próprios sentimentos? Como você está lidando com o seu corpo ao lado da correria do dia-a-dia? Pois, só com o coração e a mente abertos podemos receber Deus, e ouvir o que Ele tem para nos dizer.

Quem sabe, comecemos a tirar alguns minutos do nosso precioso tempo, para apreciar um pôr do sol, mesmo caminhando pelas ruas da cidade. Deixemo-nos levar pela beleza da criação, admiremo-nos com as coisas pequenas que acontecem, não necessariamente com o extraordinário. Mas, apesar do corre-corre de um centro urbano está aí o convite para nos concentrarmos para dentro de si. Orar a Deus, pensar o que se passou durante o dia, e o que poderia ter sido diferente. Encontrar um tempo para ouvir o próximo, a família, os amigos…

Silenciar também é se acalmar, aquietar e contemplar… Tenhamos como referência as palavras do apóstolo Paulo quando ele diz: “Orai sem cessar. Em tudo, dai graças, porque esta é vontade de Deus em Jesus Cristo para convosco”. 1Ts 5.17-18.

E que Deus em sua graça nos ajude a viver a arte da contemplação, do silêncio e a percebermos a vida como sendo uma dádiva divina. Amém.
Ezequiel Hanke - IECLB / Sinodo: Sudeste
Portal Luteranos
sábado, 21 de julho de 2012
IECLB
SESB - Sínodo Espírito Santo a Belém
IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil
Rua Engenheiro Fábio Ruschi, 161 - Bento Ferreira - Vitória - ES
CEP 29050-670 - Tel/fax: (27) 3325-3618 - E-mail: secretaria@sesb.org.br
2012-2013. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por: Wagner Jann